quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Blog "Tem Que Bombar"


O "Tem Que Bombar" é o mais antigo dos meus blogs. Foi o primeiro. Comecei a atualizá-lo efetivamente no final de 2007, se não me engano. Já teve outro nome, e já mudou bastante.

É também o que recebe mais visitas: uma média de cerca de 1000 visitantes por mês.

O "Tem Que Bombar" oferece conteúdos interessantes e engraçados que são encontrados na internet. Muitos posts têm origem em e-mails que eu recebo, por exemplo. Como eu queria compartilhar esses conteúdos e organizá-los de uma forma bacana, surgiu a necessidade de criar o blog. Lá, eu posso separar o que eu encontro de melhor na internet: sejam coisas úteis, ou apenas entretenimento.

Sempre que possível, eu cito os autores. Também quando possível, peço autorização antes de postar. Mas, nem sempre dá. Ainda bem que nunca tive problemas com isso, mas deixo bem um endereço para contato, caso alguém queira reclamar.

Alguns posts de lá são escritos por mim mesmo
Também pego algumas coisas do Raphaelrs55 de vez em quando, que são posts que eu mesmo faço.

Com cerca de 30 principais categorias e mais de 240 posts, esse blog pode ser um ótimo site para passar o tempo, se divertir, e tambem ver assuntos interessantes e aprender coisas úteis.

Se você tiver sugestões para ele, você pode nos mandá-las aqui!

- Clique aqui para ver os principais acontecimentos no blog Tem Que Bombar

terça-feira, 21 de setembro de 2010

OVNI desafiando a inércia!


O fato que vou narrar aconteceu há bastante tempo já. No começo do ano passado, ou no começo deste ano, não lembro bem, devo ter problemas com a noção de tempo. É mais provável que tenha sido este ano. Podia jurar que foi no ano passado, mas, após pensar bastante, tomei um outro acontecimento como referência, e estimo que tenha sido no final de janeiro de 2010.

Aconteceu que, por volta das 7 ou 8 da noite, estava eu na calçada de casa (um espaço aberto, mas dentro dos limites do muro) olhando para cima. Não que eu tenha costume de sempre olhar pra cima. Adoro olhar o céu, mas não faço isso com muita frequência. Mas neste dia eu estava.

Então, eu vi algo se mexendo. Eu sempre vejo coisas se mexendo, então aquilo era comum. Não, não era! Deixe-me explicar melhor.

Vi uma luz, que era, provavelmente, branca, e ela andava - voava - pelo céu, como se fosse um avião. Porém, estava mais rápida que um avião poderia estar (dava para ter noção da altura, se fosse mesmo um avião). Pensei que poderia ser um satélite, normal. Fiquei acompanhando por alguns segundos. Depois, alguém me chamou para perguntar alguma coisa. Tive um diálogo bem curto com essa pessoa, e depois voltei a olhar para o céu, procurando, novamente, a luz que flutuava. Mas, para a minha surpresa...

Para a minha surpresa, ela tinha mudado completamente de direção, em um ângulo ainda menor que um de 90º! E isso em bem menos de um minuto!! E, repito: ele estava muito rápido!

Veja, fiz uma ilustração abaixo para que dê para entender melhor:


Aquela "Estrela" está escrita ali porque a impressão que tive é que o "ângulo" da mudança de direção tinha vértice justamente nela! Ou seja, parece que, na parte que perdi, o OVNI ficou sobre a estrela e então mudou de direção.
A seta e o segmento amarelos são para indicar as partes que eu consegui ver o movimento do objeto. E, na minha visão, as luzes eram bem menores do que o tamanho que elas aparentam na imagem. A estrela, por exemplo, era de tamanho convencional, médio.

Certifiquei-me de que não havia outra luz se mexendo. Seria uma explicação ótima se tivesse duas delas (e então concluiria que eram dois satélites diferentes). Não tinha.

Não lembro qual foi minha reação imediata... Se fiquei assustado... Nem me lembro o que fiz depois. Mas isso me deixou intrigado até hoje. E serviu para que eu dê mais credibilidade quando as pessoas contam coisas estranhas que acontecem. Aconteceu uma - ou várias! - comigo!

Veja bem, só quero chamar-lhe a atenção para não encarar "OVNI" como um sinônimo de "disco voador" ou "objeto extraterrestre". Pode ser que essas coisas existam mesmo, e nada me impede de acreditar. Mas pode muito bem (e é provável, claro) que o que eu vi seja alguma coisa de origem humana. Terrestre.

Mas o quê? É este o mistério...

sábado, 18 de setembro de 2010

Receita de Licor de erva-mate

∙ 150 ml de erva-mate moída para chimarrão
∙ 500 ml de cachaça adocicada (39% vol.)
∙ 250 ml de açúcar cristal
∙ 350 ml de água


1. Misture a erva-mate com a cachaça em uma garrafa fechada e deixe por 4 dias.

2. Coe a mistura e depois filtre com um filtro de papel. Reserve a bebida filtrada.

3. Numa panela, misture o açúcar com a água. Leve ao fogo, mexendo para soltar o açúcar do fundo. Após começar a ferver, deixe no fogo por mais 3 minutos.

4. Espere a calda esfriar.

5. Misture a bebida e a calda em partes iguais, agitando bem a mistura.


Rende 1 litro de licor.
Comece a preparar com no mínimo 4 dias de antecedência.


Dicas:
- Você pode variar a quantidade dos ingredientes e o tempo de maceração de acordo com o seu gosto.
- Use corantes comestíveis para dar uma coloração melhor ao licor.


Dados do licor:
Taxa de álcool: 19%
Validade: indeterminada
Armazenamento: guardar em recipiente bem tampado
Valor calórico: 60 kcal / 30ml


BEBA SEMPRE COM MODERAÇÃO

< atualização 27/03/2014 10:40 >
Para baixar a receita (salvar em seu computador ou imprimir), clique no link abaixo:
https://docs.google.com/file/d/0B2o4S8wMQH9BWEdObThyU3pGdHc/edit 


Tags: receita tipica Brasil Mato Grosso do Sul Campo Grande licor de erva-mate verde tereré chimarrão mate alcool alcoolico cachaça pinga aguardente destilado bebida

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Prova da OBMEP 2010


Sábado fiz a segunda fase da OBMEP. Não sei se fui bem. Mas acho que fui. Pelo menos só tem um item que eu tenho certeza de ter feito errado. O resto tem muita chance de estar correto. Mas isso eu vou ver quando sair o gabarito da prova. Alguns, devo ter conseguido só metade da nota.

Mas muita gente comentou que a prova estava muito fácil, e isso tira minhas chances de ficar bem colocado. Eu achei uma prova justa para o meu nível (leia-se 'minha capacidade'). Fiquei as três horas de prova fazendo. Talvez, se tivesse mais cinco minutos, conseguiria ter feito mais. Tive que pensar bastante, mas não tinha nada muito impossível para mim.

Vou colocar abaixo um resumo das questões. É claro que a minha memória pode ter se enganado em alguma coisa, nem sei como consegui lembrar de todos os itens! Anotei-os todos sábado à noite, já para não esquecer, e fiquei impressionado que lembrara de todos! Mas estou postando somente hoje porque, apesar de a OBMEP não nos pedir sigilo oficialmente (como a OBM), é sempre bom deixar passar um tempo. E, como hoje já está podendo comentar na comunidade, me vejo no direito de comentar aqui também (a coordenação da OBMEP pediu sigilo para eles só até 12/09).

Mais uma coisa: os exercícios abaixo não estão detalhadamente explicados, então, você provavelmente só os entenderá se tiver feito a segunda fase da OBMEP 2010 pelo nível 3. Se não fez, poderá ver a prova no site da OBMEP a partir da semana que vem, eu acho.
Algumas descrições, mesmo quem fez a prova corre o risco de não entender, mas poderá acompanhar com facilidade quando a prova for publicada.

Fiquei em dúvida se postaria tudo assim, num post gigante, ou se depois que eles publicassem a prova eu refaria e colocaria aqui. Ainda não sei se vou fazer isso, talvez. E é por isso também que eu deixei algumas questões muito detalhadas e outras eu só falei por cima.

E quero ressaltar, porque é bom, que, aconteça o que acontecer, não julgarei (e você também não, espero) a correção da OBMEP e a minha colocação. Eles sabem muito bem o que fazem, e eu posso ter cometido equívocos ao explicar meus métodos de resolução.
É bom deixar claro também que, por mais que eu expresse a minha opinião sobre os problemas no decorrer do texto, jamais quis criticar o Comitê de Provas. Eles são experientes e (novamente) sabem o que fazem, o meu olhar é de mero "espectador", pode-se dizer.

Ah, sim, não caiu problemas com circunferência, escalonamento, divisão de polinômios, trigonometria, logaritmo e nem função exponencial. (Veja este post)



Agora sim, finalmente, ao resumo da prova segundo a minha cabeça, e acho que esse post bate o record como o maior de todos:

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

OBMEP 2010 - 2ª fase

Hoje eu estava estudando para a OBMEP.

Já estudei e aprendi algumas coisasno meu livro de matemática da escola. Li o livro quase inteiro. Reli também o livro “Introdução à Análise combinatória”, as partes mais importantes, só para prevenir. E essa leitura não demorou muito: em dois dias, tinha terminado. Separei uns exercícios das provas dos anos anteriores que eu achei mais difíceis. (Essas provas estão disponíveis no site da OBMEP). São do nível 3, de 2008 e 2009, segunda fase. São eles:

Postagens populares